Plantando com tecnologia, colhendo bons resultados

A confiança que a gente tem é devido ao conhecimento dos equipamentos que a Imasa fabrica.


"A caminhada da empresa começou lá atrás e a confiança que a gente tem é devido ao conhecimento dos equipamentos que a Imasa fabrica."

Publicado em 2 de setembro de 2020 - 17:21 horas - Somos Todos Imasa

Comecei a trabalhar na imasa em junho de 2007, passei por vários setores desde então, incluindo a parte de pesquisa, parte de engenharia, de montagem e agora retorno para a área da engenharia. Ajudo um pouco na parte de assistência também e em vários setores da empresa;

Comecei dentro da pesquisa, operando os tornos e os maquinários. Quando fui para a parte de engenharia, me auxiliaram e tive a oportunidade de mostrar mais do meu trabalho e depois com o passar do tempo, em 2012 eu fui para a área da montagem e fiquei 5 anos ajudando a coordenar a montagem, junto com o colega Vanderlei. 

E em 2018 em vim novamente para a área da engenharia quando a Imasa sofreu uma reestruturação, por já conhecer algumas coisas do setor. Hoje meu trabalho é focado no desenvolvimento dos produtos.

De 2012 até 2018 a gente era focado para auxiliar na montagem e ajudava a coordenar o setor da montagem. Hoje sou responsável pelo setor da engenharia e estamos ajudando os colegas a desenvolver produtos novos

Muitas inovações que a gente faz vêm por indicações do que já se tem no mercado, ou algum produto novo que a gente a gente acredite na necessidade e veja potencial no mercado. Para poder inserir em nossos produtos ou não.

Normalmente é a parte comercial que nos diz quais produtos precisam e sempre atendendo também a demanda do cliente. 

Pra mim é muito gratificante trabalhar aqui. Eu sou filho de agricultor e já venho do campo, então já conheço os equipamentos e as plantadeiras agrícolas que a Imasa produz desde antes de entrar aqui. Então é muito gratificante poder acompanhar passo a passo como é feito esses produtos. Desde o desenho ate a fabricação final do equipamento, é algo muito gratificante participar de todos esses processos.

A Imasa reestruturou bastante nos últimos anos e devido a isso a gente ganhou oportunidade de estar onde a gente está hoje. A caminhada da empresa começou lá atrás e a confiança que a gente tem é devido ao conhecimento dos equipamentos que a Imasa fábrica.

Hoje o que a gente enxerga de necessidade de novos produtos vem, principalmente, da nova geração que está entrando no mercado. Eles estão mais exigentes com os equipamentos que adquirem. Se a gente olhar para a geração mais antiga, eles tinham outra visão e hoje os jovens querem um produto mais moderno. E é voltado a isso que a gente trabalha nos produtos.

O primeiro produto que ajudei a desenvolver na área de engenharia foi a plantadeira Plantum, junto com o colega César que desenvolveu a parte principal e eu auxiliava ele na época. Hoje estamos trabalhando com a Saga T, uma semeadeira de inverno.

Em 2012 quando tive a oportunidade de ir para a área da montagem, eu fiquei surpreso por eles terem me escolhido pra ajudar a coordenar o setor da montagem. E hoje me sinto muito gratificado por todo o conhecimento que tenho e adquiri ao longo dos anos.

Passar pelo setor na montagem me ajudou a ver a dificuldade do dia a dia que é possível melhorar na área da engenharia. Às vezes um detalhe facilita para mecânico que esta montando a máquina.

Trabalhamos nas máquinas pensando elas do início ao fim. Antes de estar trabalhando, tem que saber como ela vai se comportar no final... 

A saga T a gente começou a trabalhar em 2018 e 2019. Éramos duas pessoas trabalhando no desenvolvimento dela. O projeto levou em torno de 4 meses e ela foi baseada em cima de um equipamento que a Imasa já possui, foi feito um melhoramento e ajustes. Então colocamos pra testar o primeiro protótipo e depois colocamos ela para ser comercializada. 

Esses ajustes foi um pedido da parte comercial, devido a necessidade que eles enxergam em ter esse produto, a necessidade do agricultor que quer uma máquina mais atual, e a Imasa sentiu a necessidade de desenvolver esse equipamento por estar com poucas máquinas.

Plantadeira é a parte de grão grosso, de verão. E a semeadeira é para grãos frios, a parte de inverno. A plantadeira precisa de mais cuidado, ela precisa de um acabamento melhor por causa do solo.

Eu cheguei onde estou na empresa hoje pelo meu conhecimento...


Últimas Notícias

A confiança que a gente tem é devido ao conhecimento dos equipamentos que a Imasa fabrica.

A caminhada da empresa começou lá atrás e a confiança que a gente tem é devido ao conhecimento…


Possibilidade de crescer e ter mais 100 anos pela frente.

"Conheça quem faz a IMASA todos os dias."